A verificação é realizada pela Banca de Heteroidentificação. A aferição ocorrerá por 5 (cinco)  membros da Banca.

A aferição das pessoas autodeclaradas Pretas e Pardas é silenciosa, não são feitas perguntas. O objetivo não é inquirir a pessoa sobre sua autodeclaração e sim ratrificar de que esse se enquadra na política de Ações Afirmativas, ou seja, se é reconhecido socialmente como pertencente ao grupo racial negro (Pretos e Pardos), com base no seu fenótipo.